Objectivos

Iniciativa Km0

A iniciativa km0 tem como objectivos aumentar a sustentabilidade em todas as dimensões ambiental, económica, social e saúde/bem-estar:

Pela promoção da economia local e dos pequenos produtores, estimula a circulação económica dentro da comunidade e a oferta de produtos alimentares diferenciados e verdadeiramente reveladores do carácter da região. O envolvimento da restauração (cantinas escolares e restaurantes) e lojas (incluindo mercados locais), juntamente com campanhas de promoção do conceito e da iniciativa Km0 dirigidas ao consumidor final, gera o volume de mercado necessário que garante a viabilidade e consequente sobrevivência das explorações.

Pela gestão sustentável dos recursos energéticos e diminuição da pegada ecológica alimentar, reduzindo a energia necessária para que os produtos alimentares cheguem do local de produção ao seu consumidor final, contribuindo para reduzir a pegada de carbono associada ao transporte de produtos agro-alimentares.

Pela soberania alimentar e estímulo da produção local, diminuindo o grau de dependência alimentar externa. Ao criarmos a possibilidade de escoamento de produtos locais através da iniciativa Km0, potenciarmos a manutenção do mosaico de agricultura tradicional e, desta forma, a manutenção das unidades de produção como fontes de rendimento familiar. Esta iniciativa incentiva ainda o empreendedorismo e o desenvolvimento de novos modelos de negócio, com o estabelecimento de novos produtores que cada vez mais procuram modos de produção mais sustentáveis (biológico, integrado, permacultura), tendo desta forma um impacto positivo directo sobre o emprego. Este tipo de emprego aposta assim na adaptação às alterações climáticas, no uso eficiente dos recursos, e na promoção da biodiversidade. A possibilidade de estas unidades de produção desenvolverem ainda actividades ligadas ao eco-turismo, reforça também o desenvolvimento turístico local e regional e, consequentemente, económico da região.

Preservar a biodiversidade e proteger as técnicas de produção tradicionais, valorizando as variedades locais de hortofrutícolas e espécies pecuárias. Desta forma é possível preservar a grande riqueza genética existente na região de variedades mais adaptadas ao clima, pragas e solos locais e, por isso, menos exigentes tanto do ponto de vista da utilização de fitofármacos como de água e adubos e por isso protegendo o ambiente e facilitando a rentabilidade económica da agricultura local.

Pela valorização social da figura do agricultor, sendo socialmente valorizado pelos cidadãos, como promotor da conservação da paisagem e fornecedor de produtos sustentáveis, saudáveis e de qualidade. Os programas de colaboração com as escolas também desempenham esse papel tanto por via do trabalho com as cozinheiras das cantinas escolares, como por via das açcões de sensibilização junto de alunos e encarregados de educação do 1º ciclo e ainda nas escolas profissionais, pela inclusão destes conceitos e desta iniciativa nos programas curriculares.

Apoios

Esta iniciativa tem actualmente o apoio financeiro das seguintes entidades: