Descrição

Sendo o Alentejo uma região de eleição a nível turístico e, uma vez que a nível internacional o conceito Km0 é reconhecido, após a experiência que tem vindo a decorrer no concelho de Montemor-o-Novo, de forma informal, o Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas da Universidade de Évora, avançou para a iniciativa de implementação do Km0 de forma certificada na região de Évora.

Com a certificação dos produtos desde a origem, passando pela transformação, estabelecimentos de venda e restauração, criam-se as condições de implementação do Km0 Alentejo na região.

A iniciativa Km0 Alentejo foi lançada em outubro de 2017, como forma de divulgação do conceito e início da criação de parcerias. Desde então tem vindo a ser realizado trabalho conjunto de criação de redes de contactos e busca de financiamento para apoio ao arranque desta iniciativa de forma sustentada.

Funcionará da seguinte forma: através de um processo de cerificação Km0 (realizado por uma entidade certificadora externa), para o qual já foi constituído o referencial Km0 Alentejo, toda a cadeia de valor será envolvida, através da certificação de produtores, transformadores, lojas locais (incluindo mercados locais) e restauração (incluindo restauração coletiva).

O Referencial Km0 tem como objectivo definir critérios para a certificação, que dê garantias aos consumidores do restaurante certificado e aos clientes do estabelecimento de venda, que os produtos classificados como Km0 são de facto originários de produção local, raio máximo de 50Km do local de consumo ou venda ao consumidor final. Cada operador certificado será georeferenciado e inserido numa plataforma electrónica onde será possível visualizar locais de produção, compra e consumo de produtos certificados Km0.

Numa primeira fase prevê-se a aplicação da certificação Km0 no Concelho de Évora, podendo potencial e desejavelmente ser estendida a outros Concelhos da região.

Apoios

Esta iniciativa tem actualmente o apoio financeiro das seguintes entidades: